Oracle e MAA – Artigo V – Broker

Se você está acompanhando a série de artigos sobre MAA com Oracle RAC deve ter notado que gerenciar manualmente um ambiente com esta complexidade não é uma tarefa simples. São inúmeros detalhes e configurações que podem fazer você perder o ambiente através de um único comando, fica mais complicado quando você tem que lidar manualmente com failover, switchover e reinstate.

Felizmente com Data Guard podemos utilizar o Broker para nos auxiliar em algumas tarefas, automatizando diversas tarefas. Neste artigo vou mostrar como configurar e integrar o Broker ao nosso ambiente DG com Oracle RAC.

QUINTO ARTIGO

Como disse, neste artigo vamos ver como configurar o Broker em nosso ambiente, além disso vamos ver o que precisamos fazer para que fique corretamente configurado com um Oracle RAC. A intenção deste artigo é deixar o Broker completamente operacional e integrado e onde (no futuro) possamos realizar failover, reinstate e switchover de forma “automática”. Deixarei somente a configuração do Broker para este artigo.

Como já disse em artigos anteriores, a intenção é mostrar todos os passos envolvidos no processo. Procuro demonstrar e explicar todos os logs envolvidos para que você possa ter uma noção do que está acontecendo e vislumbrar algumas coisas que acontecem por “baixo dos panos”. Infelizmente isso faz com que os artigos fiquem extensos e neste artigo os logs ficarão maiores e agora teremos mais locais para acompanhar.

Continue lendo…

Oracle e MAA – Artigo IV – Switchover

Seguindo a ordem dos artigos o próximo passo é realizar o switchover entre primary e standby. Se você seguiu os artigos até aqui, já realizou um failover manual e um reinstate do seu ambiente. O switchover pode ser realizado sem que ocorra um failover, ele é uma operação legítima de um Data Guard. Os passos deste artigo podem ser realizados em um ambiente que não sofreu nenhuma falha até o momento.

QUARTO ARTIGO

Neste quarto artigo vamos realizar o switchover manual do ambiente, mostrarei os passos envolvidos e mais alguns detalhes. Citei acima que esse é uma sequência dos anteriores, mas os passos são os mesmos para um ambiente que necessita de um switchover sem que antes tenha ocorrido um failover.

Continue lendo…

Oracle e MAA – Artigo III – Reinstate

Após fazer o failover no artigo anterior você precisa recuperar o seu ambiente, presiamos fazer o reinstate do antigo primary. De forma resumida o resintate é recuperar o banco para que assuma a nova função.

No mundo real as falhas que podem deixar seu ambiente primary fora e forçar o failover para o standby são diversas. Muitas vezes perde-se o ambiente por completo e precisamos recriar o primary, quando acontece isso a solução é recriar o ambiente e adicionar o banco ao DG. Aqui, o antigo primary teve a sua falha corrigida e ele foi religado. Se no caso você perdeu completamente o antigo primary não há o que fazer, você precisará recriar ele através de um backup do novo primary.

TERCEIRO ARTIGO

Neste artigo irei demonstrar como fazer o reinstate manual do antigo primary. Além disso, também demonstrarei como adicionar este banco como standby ao ambiente para que possamos a ter um ambiente MAA. Como este artigo é uma sequência dos anteriores eu recomendo a leitura dos anteriores para ficar familiarizado, não é obrigatório mas pode ajudar.

Continue lendo…